Comer Gordura Faz Bem??? Por que o livro The Big Fat Surprise diz isso?

 

Será possível existir uma alimentação saudável com um alto índice de gordura alimentar? Essa é a teoria do livro The Big Fat Surprise, de Nina Teicholz, que analisamos no primeiro vídeo da nossa série Natugood Livros.

Enquanto nós estamos aqui conversando, existem povos como os Masai e os Inuit que estão se deliciando uma boa quantidade de gordura, seja na forma de salmão, ovos, alce, leite… e também sangue, cérebro ou miolos, rins e coração. Sim, a dieta destes dois povos se consiste basicamente de caça, mas a preferência deles é para as partes com alta quantidade de gordura. Sobre os cortes “magros”, bom, eles dão para os cachorros, já que é muito duro de mastigar e é muito sem graça.

Mas aí você fica na dúvida se esse tipo de dieta não funciona só para as populações em condições extremas, seja no calor da África ou no frio do Ártico? Aí é que entra Vilhjalmur Stefansson, um antropólogo e explorador do ártico canadense que em 1928, junto com um camarada, passou mais de um ano apenas comendo carne. Mais precisamente, gordura com carne, na proporção de três partes de gordura para uma de carne. Eram pratos como por exemplo bifes e moela fritos em gordura de bacon. Se a carne fosse magra, ele ficava com diarreia e com um desconforto geral. No exame dos Masai, mesmo os idosos da tribo aparentemente possuem uma vida sedentária e continuam com boa saúde, de acordo com George Mann, um professor de bioquímica que foi para a África realizar estes estudos e concluiu que a gordura e a carne consumida por esse povo não estavam fazendo mal nenhum.

Mas de onde é que nós criamos na nossa cabeça a noção de que consumir carnes e gordura podem fazer mal?

É o que veremos no vídeo de hoje. Todas as referências e fontes mencionadas estão no link redirecionador http://arata.se/natugoodlivros01

 

Espalhe saúde! Compartilhe!

Você pode gostar...