Pirâmide Alimentar: Ajuda ou Atrapalha?

 

Conheça a verdadeira história sobre a Pirâmide Alimentar

 

Você sabia que a Pirâmide Alimentar foi criada por um grupo de políticos nos EUA através de um documento em 1976 sem o menor respaldo da comunidade científica formada principalmente por médicos e pesquisadores da área da nutrição? Pois é! Eu também fiquei surpreso com essa declaração!

Os 2 maiores objetivos da implantação da Pirâmide Alimentar foram:

1- aumentar o consumo de carboidratos para cerca de 60% das calorias diárias, especialmente os carboidratos refinados que são os pães, os bolos, as massas, os doces, os refrigerantes, os sucos concentrados etc

2- reduzir o consumo de gorduras saturadas provenientes, por exemplo, da manteiga, das carnes em cerca de 40% das calorias diárias

Só que a adoção da Pirâmide Alimentar trouxe consequências nefastas para a saúde da população norte americana e por tabela, de nós brasileiros. Não é preciso ir muito longe para observar a crescente epidemia de obesidade e diabetes tipo 2 nunca antes vista na história da humanidade!

Sem contar as inúmeras consequências que essa epidemia traz como: derrames, infartos, amputações, cegueiras, depressão etc.

 

As indústrias só visam o lucro

 

A principal causa da epidemia da obesidade é uma orientação alimentar baseada na má ciência e amparada, divulgada e também explorada por 3 indústrias:

1- de alimentos

2- de emagrecimento

3- farmacêutica.

Afinal de contas, uma população obesa e doente dá muito mais lucro para essas indústrias do que uma população magra e saudável!

 

A relação entre a Pirâmide Alimentar e as doenças cardiovasculares

 
Atualmente há uma grande preocupação de que as recomendações nutricionais provenientes da Pirâmide Alimentar são equivocadas, pois elas são baseadas em informações incompletas ou inadequadas. Em outras palavras, elas não são amparadas pelas descobertas de alto nível de evidência científica. Inclusive por causa disso, a Pirâmide Alimentar pode ser responsabilizada pela crescente epidemia de doenças cardiovasculares, obesidade e diabetes tipo 2.

 
 

Espalhe saúde! Compartilhe!

Você pode gostar...